Didi
Didi: do Sesi Franca Basquete para o mundo!

21/06/2019

Marcos Louzada da Silva, mais conhecido por Didi, teve seu nome anunciado como a 35ª escolha do NBA Draft 2019 (2º round), pelo New Orleans Pelicans, nesta quinta-feira, 20 de junho, em cerimônia realizada no Barclays Center (Brooklyn/NY).

 

“Era um sonho que eu tinha. Estou muito feliz por estar vivendo esse momento. É único. Difícil falar o que estou sentindo, é algo diferente, que nunca senti antes… Ouvir o meu nome ser chamado, saber que uma franquia da NBA confia no meu basquete… Isso é especial. Foi tudo muito rápido e queria que durasse mais tempo porque foi maravilhoso. Estou vivendo um dos dias mais felizes da minha vida”, disse.

 

Nascido em Cachoeira de Itapemirim (Espírito Santo), Didi veio para Franca aos 15 anos para atuar nas categorias de base do Sesi, após ser descoberto pelo técnico Jamil Costa.

 

“O Jamil, do Sesi Franca, me viu jogando alguns campeonatos de base, principalmente no Sul-Americano que existe anualmente em Novo Hamburgo, e acho que chamei de vez a atenção dele. Fui convocado pra seleção brasileira sub-15 e aí o convite para atuar no SESI Franca foi formalizado. Eu tinha 15 para 16 anos na época”, conta o ala de 1,95m e 85kg.

 

Em Franca, Didi contou com toda a estrutura de primeiro mundo oferecida pelo Sesi para se desenvolver como atleta. Em pouco tempo, passou de promessa a realidade, com o título da Liga de Desenvolvimento de Basquete em 2016, atuações cada vez mais sólidas com a camisa da equipe adulta e a convocação para a Seleção Brasileira em 2018.

 

“Didi é disciplinado, comprometido, ótimo de treino e muito focado. Nunca nos deu trabalho e sempre cumpriu o que dizíamos para ele fazer, treinar, se dedicar. É um menino extremamente trabalhador, que sabe onde quer chegar. Ele merece todo sucesso do mundo”, afirmou o técnico Helinho Garcia.

 

Com apenas 19 anos, Didi já é campeão Sul-Americano 2019, vice-campeão do NBB 11 e campeão Paulista 2018 pelo SESI Franca Basquete. Atuando pela Seleção Brasileira, garantiu o título do Campeonato Sul-Americano sub-21, no ano passado, e foi peça importante na equipe adulta na conquista de uma vaga para a Copa do Mundo da China.

 

“Lembro do caminho que percorri para chegar até aqui e sei que a responsabilidade, as cobranças e a pressão serão ainda maiores a partir de agora. Tenho os pés no chão, estou me preparando para isso, é uma conquista que me enche de orgulho e que tem um pouco de cada companheiro de equipe, de cada treinador, de cada amigo que me ajudou nessa caminhada. Sei que posso e tenho muito a crescer, a evoluir e vou trabalhar duro para isso”, finalizou Didi.

 

Até hoje, além de Didi, 14 brasileiros foram draftados pela NBA, sendo que três deles não atuaram na liga – Paulão Prestes, Oscar Schmidt e Marquinhos Abdala.

BRASILEIROS DRAFTADOS NA NBA
2019 – Didi Louzada (New Orleans Pelicans – 35ª posição)
2014 – Bruno Caboclo (Toronto Raptors – 20ª posição)
2013 – Raul Neto (Atlanta Hawks – 47ª posição)
2013 – Lucas Nogueira (Boston Celtics – 16ª posição)
2012 – Fab Melo (Boston Celtics – 22ª posição)
2010 – Paulão Prestes (Minnesota Timberwolves – 45ª posição)
2007 – Tiago Splitter (San Antonio Spurs – 28ª posição)
2006 – Marcus Vinícius (New Orleans/Oklahoma City Hornets – 43ª posição)
2004 – Anderson Varejão (Orlando Magic – 30ª posição)
2004 – Rafael Araújo (Toronto Raptors – 8ª posição)
2003 – Leandro Barbosa (San Antonio Spurs – 28ª posição)
2002 – Nenê Hilário (New York Knicks – 7ª posição)
1988 – Rolando Ferreira (Portland Trail Blazers – 26ª posição)
1984 – Oscar Schmidt (New Jersey Nets – 131ª posição)
1976 – Marcos Abdala Leite (Portland Trail Blazers – 162ª posição)

 

 

COMPARTILHAR  

NOTÍCIAS