Franca Basquete busca criar “Escola Francana De Formação de Atletas”, em parceria com categorias de base

17/02/2016

O basquete de Franca começou a
desenvolver e tentar viabilizar um novo método de trabalho. Nesta terça-feira,
16 de fevereiro, técnicos e dirigentes das categorias da base da cidade se
reuniram com Lula Ferreira, Helinho, Hélio Rubens Garcia e Edu Mineiro, na sede
administrativa do Franca Basquete, a pedido do clube, e começaram um trabalho a
fim de definir uma unidade de planejamento, dentro do que será chamado “Escola
Francana de Formação de Atletas” – EFFA.

Com essa escola, toda a base
francana, composta pela Aspa, Sesi, MVP e Chuí Chuá, terá atividades programadas
com a mesma unidade pedagógica, o que possibilita abordar os atletas em formação
para que eles recebam vários ensinamentos como: carga adequada dos fundamentos,
conceitos do basquete, desenvolvimento físico, emocional, planejamento
financeiro, além da compreensão do mundo do basquete, das entidades que
organizam a modalidade e também as regras das competições internacionais.

“Isso é importante, pois cria
jogadores bem formados em todos os sentidos, garantindo um atleta e um cidadão
melhor. Isso não deve depender da iniciativa de apenas um técnico, mas deve ser
planejado para que seja um patrimônio do Franca Basquete e da cidade de Franca.
Assim, teremos uma maneira de, pedagogicamente, desenvolver garotos de 12 anos,
quando começa a vida competitiva, até os 20, quando ele completa a idade
adulta. São oito anos para contribuir com o desenvolvimento do jogador”,
afirmou Lula Ferreira.

O interesse do Franca Basquete é
criar uma unidade de planejamento entre todos. Outras reuniões serão realizadas
em breve a fim de tentar viabilizar e colocar esse projeto em prática.

COMPARTILHAR  

NOTÍCIAS