Helinho anuncia sua aposentadoria do basquete

02/07/2015

Hoje, 02 de julho, o basquete perdeu um grande ídolo nas quadras. Hélio Rubens Garcia Filho, o Helinho, anunciou sua aposentadoria e não jogará na próxima temporada.

Helinho atuou 25 anos na modalidade da bola laranja, sendo 18 anos deles defendendo a camisa do Franca Basquetebol Clube (14 como adulto e quatro nas categorias de base da cidade). Além da Capital do Basquete, o eterno camisa 10 jogou também pelo Uberlândia e pelo Vasco da Gama.

Nesses 1/4 de século vivendo o basquetebol, Helinho conquistou inúmeros títulos: seis brasileiros, três paulistas, uma supercopa, dois sulamericanos e dois mineiros.

Para anunciar sua decisão, o armador soltou uma carta de despedida. Confira:

Confesso
que estou com o coração apertado, por que depois de conversar muito com
a minha família resolvi que vou parar de jogar basquete
profissionalmente. Apesar disso, também estou muito feliz por olhar para
trás e ver o quanto fui abençoado. Agradeço muito a Deus por ter tido
uma carreira vitoriosa, mas, acima de tudo, pelo que o basquete me
proporcionou e continuará proporcionando como as amizades, as viagens, o aprendizado nas vitórias e nas derrotas, o carinho das crianças, etc.
Gostaria de agradecer minha família, Cris, Maitê, Luma, minha mãe, Bia e
Ana Helena, por compreenderem minhas ausências e estarem ao meu lado em
todos os momentos me dando o apoio necessário para continuar
trabalhando. Aos meus tios Totô e Fransérgio, por me inspirarem a estar
sempre buscando o melhor dentro das quadras.
Agradecer às torcidas e
diretores de Franca, Vasco e Uberlândia, clubes que acreditaram no meu
trabalho e nos quais tive a honra e o prazer de jogar.
Um
agradecimento especial para os meus conterrâneos e minha cidade natal,
Franca, onde desde que nasci tive o carinho e o apoio de todos aqueles
que, assim como eu, são apaixonados pelo basquete.
Quero agradecer
também à criançada. Sempre digo que o carinho delas é o melhor presente
que eu poderia ganhar. Não poderia deixar de agradecer à imprensa que
leva de forma séria tudo aquilo que passamos no nosso dia a dia.
E
para finalizar, agradecer meu pai, que através do basquete me educou,
disciplinou, motivou e mostrou o quanto é importante amar aquilo que a
gente faz para estar sempre buscando superar as nossas próprias
limitações.

Abraço carinhoso,

Helinho

O Franca Basquetebol Clube
só tem a agradecer ao Helinho, pela dedicação e amor à camisa, como
poucos fizeram. É uma honra tê-lo no passado, no presente, e, com
certeza, no futuro do clube.

Você é a história viva da Capital do Basquete. Obrigado, Helinho!

COMPARTILHAR  

NOTÍCIAS